Surdez também é problema de gente jovem

A exposição a sons de alta intensidade pode ser responsável pelo aumento na incidência de problemas auditivos entre jovens.
A surdez é considerada uma das perdas de sentidos mais comuns, segundo a Organização Mundial de Saúde. Estima-se que um em cada cinco adolescentes entre 12 a 19 anos, apresentem algum tipo de perda auditiva. De acordo com Dr. Iulo Baraúna, otorrinolaringologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, o número de casos vem aumentando devido à falta de informação e descuido com a prevenção.

 

"O tema perda auditiva na população jovem é um dos mais discutidos e controversos. Estudos procuram apontar uma relação entre os hábitos de vida destes jovens e a ocorrência de perdas auditivas no futuro. Foi observado que a exposição a sons de alta intensidade pode ser o responsável pelo aumento na incidência das perdas observadas nesta população", diz o especialista.
Os sons de alta intensidade são os potenciais causadores desta patologia, pois são cada vez mais frequentes na vida diária desta população por meio do uso de aparelhos eletrônicos como tocadores de MP3, jogos eletrônicos e a apresentações musicais.

 

Quando suspeitar de uma perda auditiva

 

Os sintomas na maioria das vezes são silenciosos e os pacientes somente passam a apresentar dificuldades em estágios mais avançados. Isso é observado muito frequentemente em idosos. Estes apresentam isolamento social e se afastam de comunicação com seus parentes. Muitas vezes é confundido com sintomas depressivos. Outro achado muito frequente é a necessidade de repetir palavras para que ocorra o adequado entendimento.

 

Em jovens e adolescentes expostos a sons de alta intensidade e nos trabalhadores pode surgir a sensação de zumbido nos ouvidos antes mesmo do aparecimento da sensação da perda auditiva.


Atualmente existem muitas opções de tratamento para pacientes com problemas relacionados a perdas auditivas leves e severas como: uso de medicamentos, aparelhos de audição tradicionais, aparelhos invisíveis, cirurgias e até mesmo colocação de implantes cocleares.

 

Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos

 

Localizado ao lado do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, o Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos atua em mais de 50 especialidades e conta com cerca de 780 médicos. Realiza aproximadamente 12 mil procedimentos cirúrgicos, 13 mil internações, 205 mil consultas ambulatoriais, 140 mil atendimentos de Pronto-Socorro e 1,3 milhão de exames. Dentre os selos e certificações obtidos pela instituição, destaca-se a Acreditação Hospitalar Nível 3 - Excelência em Gestão, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e o Prêmio 100 Melhores Empresas para Trabalhar Brasil, conquistado pelo segundo ano consecutivo.

 

 

Rua Borges Lagoa, 1.450 - Vila Clementino, zona sul de São Paulo
Tel. (11) 5080-4000
Site: www.hpev.com.br
Facebook: www.facebook.com/ComplexoHospitalarEV
Twitter: www.twitter.com/Hospital_EV
YouTube: www.youtube.com/HospitalEV

 

Fonte: Clipping Service

Fale Conosco

Mande suas dúvidas e sugestões para nós!

Enviar