Infecções como rubéola e meningite causam perda auditiva

Apesar de muitos anos de combate à meningite e rubéola essas duas infecções são, provavelmente, responsáveis pela causa de perda auditiva no Brasil, conforme dados de instituições de saúde do país. No entanto, a metade dos casos de danos auditivos não tiveram uma causa específica apontada.

Pesquisas não oficiais têm sido feitas para determinar a extensão de perda auditiva no Brasil, apesar do Brasil está no ranking do mais vasto e da maior economia da América do Sul. Menos de 30% das crianças brasileiras, que têm perda auditiva, são diagnosticadas com a idade de 2 anos indicando uma insuficiência auditiva desde o nascimento. Quase que 40% das crianças contam com a idade de 4 anos quando é descoberto a perda auditiva. E foi comprovado que em muitos casos a perda auditiva não é confirmada.

As autoridades brasileiras têm apoiado pesquisas voltadas para perda auditiva e como consequência disso pode-se afirmar que o número de “audiologistas” tem crescido bastante, ultimamente. Vale salientar também que o foco das autoridades da área de audiologia recai, principalmente, sobre a prevenção e cuidados gerais com o bem-estar da saúde auditiva. 

Fonte: Audiology 2000; 39: 202-206

Fale Conosco

Mande suas dúvidas e sugestões para nós!

Enviar