Seis dicas para cuidar bem da audição

Um cuidado que deve ser tomado, mas que as pessoas não se preocupam muito, é com a audição. Pensar que ficar surdo é somente preocupação da terceira idade é coisa do passado. Apesar de a perda auditiva ocorrer nos idosos devido à degeneração das células sensoriais da audição ou do nervo auditivo, a surdez surge também na infância. As crianças adquirem a perda quando há casos graves de otites, inflamação no ouvido médio, pequeno espaço cheio de ar atrás do tímpano. 

De acordo com o chefe do Serviço de Otorrinolaringologia do Hospital Socor e professor de otorrinolaringologia da Faculdade de Medicina do UNI-BH, Marconi Teixeira, os sintomas mais comuns são dificuldades de entendimento da fala, necessidade de aumentar o volume de som de equipamentos eletroeletrônicos, desatenção e, até mesmo, queda no rendimento escolar. 

1 - Pessoas que trabalham expostas a ruído devem usar como medida preventiva o uso de abafadores de som, para não absorver os barulhos

2 - Telefonistas que estão em contato com ligações o tempo inteiro devem fazer intervalos regulares para que haja o descanso auditivo

3 - Os jovens que gostam dos fones de ouvidos com músicas altas devem diminuir o volume ou descansar os ouvidos sem os fones

4 - Os papais dos recém-nascidos devem ficar atentos ao teste da orelhinha. Entre os primeiros 30 dias de nascimento, o exame deve ser feito para avaliar a normalidade das vias auditivas

5 - Evitar manipulação dos ouvidos, uso excessivo de cotonetes ou excesso de contato com água são hábitos que ajudam a evitar problemas com os ouvidos

6 - O controle adequado de outras morbidades, como diabetes, evita degenerações precoces da função auditiva

Fonte: Saúde Plena 

Fale Conosco

Mande suas dúvidas e sugestões para nós!

Enviar